O que são os Fundos de Investimento Imobiliário?

Historicamente, investir em imóveis é visto como uma forma segura e lucrativa de empregar o dinheiro. Assim, aplicar em fundos de investimento imobiliário se torna uma alternativa de destaque.

Esse modelo de aplicação não exige a compra e tudo funciona como ações vinculadas a empreendimentos do setor.

Com isso, tais ações podem trazer muito lucro para quem investe, de modo semelhante a quem aplica na Bovespa, por exemplo.

E a popularidade dessa escolha está em alta! A oferta chegou a R$ 10,2 bilhões em 2018, o que é o maior valor desde 2013.

Além disso, o avanço em 2018 foi de 36,8%, com emissões de R$ 12,822 bilhões. Atualmente, o patrimônio é de mais de R$ 75 bilhões e a expectativa para 2019 é de crescimento.

Até 2020, analistas esperam um aporte de R$ 350 bilhões pelas vias digitais, mostrando que o segmento está em alta.

Para quem deseja faturar alto e apostar no mercado imobiliário, essa é uma alternativa para considerar, concorda?

Então, é o momento de conhecer mais sobre fundos imobiliários, explorar suas vantagens, riscos e valores para manter esse investimento.

Informe-se aqui para poder começar a rentabilizar!

O que são fundos de investimento imobiliário?

Esses fundos são como condomínios fechados, nos quais os apartamentos são tratados como cotas.

Cada cota tem a chance de ser adquirida por qualquer pessoa que desejar se juntar ao “clube de investidores”.

Apesar de ser “dono” da cota, o titular não tem nenhum direito sobre o imóvel ou condomínio que faz parte do fundo.

Em outras palavras, ele não tem autorização para negociar o imóvel.

Da mesma forma, o investidor também não pode ser responsabilizado em ações legais ou questões contratuais da administração dos imóveis do fundo. Ele é responsável por um título do imóvel, apenas.

Como funcionam os fundos imobiliários?

Cada fundo de investimento aplica os recursos dos titulares de cota em empreendimentos imobiliários.

Essas aplicações são feitas em qualquer tipo de projeto, como edifícios comerciais, galpões e shoppings.

Também é comum que invistam em títulos bancários como as Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), que têm altas taxas de rendimento, historicamente falando.

Os fundos imobiliários podem ser adquiridos por meio de ofertas públicas ou negociação direta com outros investidores.

Aliás, é bem parecido com a compra de ações, mas com riscos relativamente menores.

Como são fundos fechados, não é possível realizar o resgate do investimento, como ocorre na bolsa de valores. Caso um cotista deseje vender seu fundo, ele deve fazer isso na Bovespa, em Bolsa ou Balcão Organizado nos mesmos horários de pregão já usuais.

Quais são as vantagens dos fundos?

Uma das principais vantagens dos fundos de investimento imobiliário é a valorização das cotas. Como se faz no mercado de ações, você adquire uma cota por um valor baixo, aguarda a valorização e vende por um preço mais alto.

Também é possível ganhar dinheiro por meio dos rendimentos mensais, caso o imóvel do fundo seja alugado, por exemplo.

Nos fundos imobiliários, cerca de 95% dos lucros são repassados aos cotistas.

Qual é a liquidez do investimento?

Existem vantagens e riscos nesse tipo de investimento e é preciso levá-los em conta antes de decidir. Quando pensamos em adquirir um fundo imobiliário como investimento, uma dúvida comum é sobre a liquidez.

A negociação deles é rápida e simples, o que garante mais segurança para o investidor.

Porém, pode ser um pouco complicado encontrar alguém disposto a comprar a sua cota em um fundo imobiliário.

Existem riscos nos fundos imobiliários?

Como já mostramos, há riscos envolvidos com essa escolha. Porém, o maior deles é a imprevisibilidade do mercado.

Em momentos de crise econômica nacional, por exemplo, o mercado imobiliário sofre bastante desvalorização.

Isso pode atingir os fundos imobiliários, provocando queda nos preços dos imóveis e reduzindo o valor do patrimônio do fundo.

Como funciona a tributação para esses fundos?

Para os cotistas de fundos imobiliários, há isenção no Imposto de Renda para os rendimentos recebidos.

Porém, esse benefício está limitado às seguintes circunstâncias:

  • o fundo pode ter no máximo 50 cotistas;

  • as cotas devem ser negociadas exclusivamente na Bolsa de Valores ou em balcão organizado;

  • o cotista só tem direito à isenção se for titular de menos de 10% do total de cotas do fundo e

  • qualquer lucro que não seja fruto de rendimentos, como nas operações de venda e compra de cotas, será taxado normalmente para o Imposto de Renda, com alíquota de 20%.

Quanto custa investir em fundos imobiliários?

Aplicar dinheiro em fundos de investimento imobiliário tem alguns custos que não podem deixar de ser considerados. Confira alguns:

  • taxa de administração: pagamento destinado à equipe responsável pelo fundo. O valor varia conforme o fundo e o gestor;

  • taxa de performance: uma espécie de pagamento extra para a equipe de gestão, que só acontece quando o fundo atinge resultados melhores que os índices médios de comparação.

Como começar a investir?

O primeiro passo para adquirir fundos imobiliários é conhecer bem esse tipo de investimento.

As informações serão úteis para escolher o fundo mais adequado para suas condições, além de permitir investir com mais instrução.

Depois de selecionar o fundo, acompanhe o desempenho de perto, esperando sempre o momento certo para vender a cota ou adquirir novos títulos, se o mercado estiver caminhando bem.

Acima de tudo, é importante conhecer o mercado imobiliário. Para isso, você precisa contar com informação e suporte de qualidade de uma empresa do ramo.

Não tenha medo de pedir ajuda antes de investir. Seu dinheiro é valioso para ser desperdiçado com alternativas mal sucedidas!

As imobiliárias são lugares ideais para conseguir apoio nesse sentido, pois os profissionais entendem do negócio e lhe orientarão adequadamente.

Procure as pessoas certas e descubra se esta é, realmente, a melhor opção para você.

E se gostou deste post sobre fundos de investimento imobiliário, não deixe de assinar nossa newsletter para continuar recebendo as novidades da Lar Imóveis diretamente no seu e-mail!

Lar Imóveis

Há 40 anos no mercado, a LAR Imóveis oferece soluções inovadoras de compra, venda e locação de imóveis, focando sempre no melhor atendimento ao cliente e em um relacionamento de credibilidade e confiança mútua.

LEIA TAMBÉM