Qual o melhor tamanho de imóvel para morar sozinho?

Morar sozinho é uma grande aventura! É um passo importante rumo à independência e, como todas as grandes decisões, traz algumas incertezas. Como dar conta de tudo? Como é o processo de aluguel? Qual é o tamanho de imóvel ideal?

Ao pensar sobre o espaço necessário, especialmente, é preciso ter um nível extra de atenção. Afinal, os apartamentos compactos têm feito sucesso, mas tudo depende do seu estilo de vida e da sua rotina, não é mesmo?

A boa notícia é que os aluguéis em Belo Horizonte não estão tão altos. Na verdade, a queda, em 2018, foi de 1,25%, com desconto da inflação. Isso significa que o metro quadrado está mais barato na cidade.

Para tomar a melhor decisão, descubra neste post como saber o tamanho certo para você!

Olho no orçamento disponível

Para não prejudicar as suas finanças, é essencial acompanhar o orçamento bem de pertinho. Comece olhando para as suas receitas e defina o quanto você pode gastar por mês. Lembre-se de que o ideal é que a moradia não comprometa mais de 30% da renda, combinado?

Além disso, dependendo do valor, você terá a chance de alugar um imóvel com um número maior de cômodos ou com uma metragem menor. O importante é que as despesas caibam confortavelmente no seu bolso.

Tome muito cuidado nesse momento, pois a conta deve abranger mais do que apenas o aluguel e o condomínio. Não se esqueça de adicionar despesas com a internet, a energia e o gás, por exemplo.

Pense nos seus hábitos sociais em relação ao tamanho de imóvel

As suas preferências sociais também influenciam o imóvel a ser escolhido. Afinal, quem gosta de receber os amigos, os colegas de trabalho e a família precisa de um espaço amplo em casa. Esse gosto por socializar, inclusive, pode exigir a presença de um quarto extra para os hóspedes, por exemplo.

Nesse sentido, um prédio com várias opções de lazer, como espaço gourmet e piscina, pode ser uma ótima escolha. O preço será um pouco mais salgado, mas suas demandas serão plenamente atendidas.

Por outro lado, pessoas reservadas ou que passam pouco tempo em casa, por sua vez, se dão bem com espaços menores e não precisam de condomínios tão equipados. Pense no seu estilo e veja o que seria melhor para a sua rotina!

Petlovers têm necessidades especiais

Ter um bichinho de estimação é uma ótima solução para não se sentir só ao morar sozinho. No entanto, é preciso considerar as características específicas do espaço para tomar uma boa decisão.

Ao optar por um prédio, descubra quais são as regras específicas do condomínio em relação aos animais e busque apartamentos com uma varanda ou área externa. Além de tomar um pouco de sol, o bichinho poderá fazer suas necessidades ali.

Caso prefira uma casa, certifique-se de que o espaço tenha um quintal, mesmo que pequeno. Afinal, isso ajuda a diminuir o estresse do bichinho e faz com que ele tenha uma vida mais divertida.

Se você tiver mais de um pet, um cuidado especial com o tamanho de imóvel será necessário. Uma bicharada exige uma área bem maior para que todos possam conviver e se dar bem. Não se esqueça de considerar isso!

Estilo de vida e rotina: dois fatores-chave

Para escolher o tamanho de imóvel ideal, também vale pensar em como é o seu estilo de vida. Ao avaliar o seu cotidiano dá para ter uma ideia do que será necessário no novo lar.

Quer ver só?

Quem trabalha no estilo home office costuma passar o dia inteiro em casa. Então, o ambiente deve ser aconchegante para não ficar apertado ou desconfortável. Quem gosta de plantinhas, além de mais espaço, precisará de uma boa iluminação natural.

Quem vive viajando ou trabalha muito fora de casa geralmente usa o apartamento só para dormir. Então, um local menor não causará tantas dificuldades ou incômodos, além de ser fácil de manter.

Reflita sobre o que o lar significa para você e como será a sua relação com o ambiente. Com isso em mente será possível selecionar a melhor alternativa!

Praticidade que não pode ser esquecida

Além de pensar no tamanho do imóvel, é essencial garantir que ele tenha uma boa localização. Afinal, isso é indispensável para ter praticidade na hora de sair e chegar, não é mesmo?

Escolher uma localização estratégica, entretanto, não significa que você deva morar no bairro mais nobre de Belo Horizonte. A opção ideal é aquela que cabe no bolso, que tem o tamanho certo e que facilita a rotina de deslocamentos.

Veja se no local passam várias opções de transporte público, se o trânsito é intenso no entorno e se há boas opções de serviços ao redor. Quanto mais estruturado for o bairro e mais perto estiver das vias principais, melhor!

Quem tem veículo precisa de vaga

Se você já tem o seu próprio meio de transporte, não dá para se descuidar do local onde ele vai ficar. Afinal, poder contar com uma garagem ajuda a diminuir o custo com o seguro e aumenta a sua tranquilidade e conveniência.

Ao escolher um prédio, confira se o condomínio disponibiliza vaga de garagem. Em alguns casos, é preciso pagar a mais para estacionar, então, não deixe de perguntar logo de cara. Nas casas, o importante é que haja uma garagem própria.

Ao pensar na vaga para carro ou moto, você também deve prestar atenção nas características dela. A vaga coberta é protegida e, normalmente, mais cara. Se houver as duas possibilidades, pondere com calma para escolher a que atenderá melhor a sua necessidade.

Ao decidir morar sozinho, escolher o tamanho de imóvel adequado faz toda a diferença. Se um ambiente menor for a sua escolha por conta da praticidade e da economia, não deixe de aproveitar cada cantinho!

Aliás, já que esse é o assunto, veja 7 ideias para usar o apartamento pequeno da melhor maneira!

Lar Imóveis

Há 40 anos no mercado, a LAR Imóveis oferece soluções inovadoras de compra, venda e locação de imóveis, focando sempre no melhor atendimento ao cliente e em um relacionamento de credibilidade e confiança mútua.

LEIA TAMBÉM