Entenda como planejar a reforma do seu imóvel

Como reformar o imóvel
Antes de iniciar uma obra e decorar um imóvel, é fundamental ter planejamento. Caso seja necessário renovar o visual do novo lar, saiba que é bom reservar uma parte do orçamento para os gastos com reforma e decoração. Neste post, você vai conferir algumas dicas para planejar uma boa reforma.

Profissionais estimam que essa despesa pode representar até 20% do valor do imóvel. Prefira realizar a reforma com o imóvel vazio. Isso pode diminuir o tempo da obra e dá mais mobilidade os prestadores de serviço.

Atenção para os prazos, que quase sempre são apenas uma previsão de quando os serviços serão finalizados e raramente são cumpridos.

Planeje, orce e pechinche o máximo que puder e sua paciência permitir. Isso é importantíssimo, pois as diferenças de valores são muito mais significativas do que você pode imaginar. Divida a reforma em etapas e estabeleça uma ordem de urgência para o cumprimento de cada uma delas, principalmente se você depende das mesmas para se mudar.

Fique atento aos desperdícios.

Reforma em residência

Restos de material podem ser transformados ou vendidos pela internet. Deixe a escolha dos móveis por último, pois eles podem dificultar a obra até mesmo serem danificados.

Por falar nisso, o mobiliário deve ser proporcional ao ambiente. Não adianta comprar coisas que ocupem todo o espaço. Além disso, nem sempre o mais barato vale à pena.

Respeite as regras proporcionais entre móveis e restante do ambiente. Por exemplo, no quarto o espaço de circulação ideal é de 50 centímetros a partir das laterais da cama. Por isso, meça as dimensões dos cômodos antes de comprar moveis grandes.

Planejamento Imóvel em reforma

Novas regras para reformas

Em vigor desde o dia 18 de abril de 2014, a NBR 16.280 – nova forma com regras para reformas publicada pela ABNT (associação brasileira de normas técnicas) –  apresenta um roteiro de procedimento que devem ser seguidos nas obras dentro e fora dos imóveis, com o objetivo de evitar incidentes.

A regra determina que toda e qualquer modificação que altere ou comprometa a segurança da edificação ou de seu entorno terá que ser submetida previamente a construtora ou seu projetista, caso o empreendimento ainda esteja dentro dos prazos de garantia.

Depois desse período, caberá aos síndicos cobrarem de cada morador a apresentação de projeto técnico desenvolvido por engenheiro ou arquiteto, alem dos outros documentos para que os serviços sejam liberados.

Na sequência, também será necessário fiscalizar a execução da obra e vistoriar as condições de finalização de reforma concluída, dentre outras tarefas.

E você, está planejando a sua reforma? Compartihe a sua experiência conosco.

Lar Imóveis

Há 40 anos no mercado, a LAR Imóveis oferece soluções inovadoras de compra, venda e locação de imóveis, focando sempre no melhor atendimento ao cliente e em um relacionamento de credibilidade e confiança mútua.

LEIA TAMBÉM